sábado, 30 de janeiro de 2010

Capítulo 1- O telhado!!!

Sem conseguir durmir por causa da nossa"Obra", pensando nos problemas que já aconteceram até agora, resolvi levantar e fazer algo de útil - ou não- e criar esse blog. Aqui vou relatar todas as aventuras que é construir uma casa, desde a compra do terreno até ( se Deus quiser) a decoração.
Sim, pq na hora da decoração eu vou estar radiante e espero que ainda jovem!
Começando então a falar sobre um assunto que enlouquece acho que 99% das pessoas que estão construindo: O PEDREIRO! Eu não entendo a dificuldade que eles enfrentam em se programar, tô até pensando em dar uma agenda pro meu! Prazo: isso é uma coisa que não existe! Horário de Trabalho: geralmente das 7h30min da manhã até umas 10h ( para não atrazar o almoço) e depois da sesta das 14h à no máximo umas 17h , isso se não chover.... Pagamento: toda sexta-feira independente do serviço realizado! É muito engraçado, não, na verdade é muito triste!
Eu não entendo bulhufas (existe mesmo essa palavra?) de obra, então conto com a ajuda do meu super marido que, coitado, tem que aprender a entender na marra... Nessas apareceu o primeiro problema relativamente sério- o telhado da GARAGEM. Sim, nosso segundo passo na construção foi a garagem, o primeiro foi o muro, mas esse eu conto depois...
Pois bem, nada demais uma meia água pra frente, chegou na hora de escolher as telhas. Estávamos em dúvida entre a de barro e a de concreto, como a de barro tinha muita opção de cor fomos na de concreto, tô brincando, achamos mais bonito mesmo. Só que para que elas fiquem lindas e maravilhosas precisam de um caimento grande ( +/-1,20m) e nós fizemos só 80 cm. Atenção pequeno construtor que não entende nada de obra: leia meu blog e poupe trabalho e dinheiro!!!
O problema é que agora as tesouras já estão no lugar, concretadas inclusive. O problema de pôr telha assim é que elas vão ficar muito planas e na hora das chuvas pode ter goteira. Nos falaram isso antes (o vendedor das telhas) mas ai nós pensamos - NÃO DÁ NADA- e compramos igual. Uma ressalva que nessa hora ligamos para nosso excelentíssimo pedreiro para perguntar se aquilo procedia e - o nome dele não é Almir- ele respondeu pra meu marido: " PODE COMPRAR MEU QUERIDO!!!"
Então agora temos duas opções, deixar assim e gastar mais um barão pra colocar brasilit e guardar as telhas pra colocar na futura casa ou desmanchar as tesouras e subir a parede atrás ( isso tudo tem um nome técnico que os colegas do meu marido gentilmente me explicaram ontem, mas que eu já esqueci, então me perdoem!) . A segunda opção além de ser mais barata, vai seguir o objetivo do que nós queríamos, mas com certeza vai dar bem mais trabalho!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nos conte se já passou por alguma coisa parecida na construção de sua casa!
Obrigado pela sua visita!!!

Ocorreu um erro neste gadget

Sociable